Qual é o peso de um colaborador para o negócio?



É muito provável que ao se deparar com o título deste artigo você tenha pensado em encargos sociais, benefícios, custos com auxílio doença, custos com horas extras... tudo verdade e tudo pesado, mas não é deste tipo de peso que eu quero tratar com você hoje. Vamos falar do peso da inadequação.


Um colaborador é um peso também quando não exerce suas funções com excelência e esta falta de excelência ocorre quando ele não sabe o que deve ser feito, como deve ser feito, quando não tem as ferramentas adequadas para realizar o trabalho e por fim, quando não quer fazer o trabalho. Este peso se traduz em clientes mal atendidos, baixa produtividade, alto desperdício e outras questões que você quer evitar no seu negócio, tenho certeza.


A análise inicial que você deve fazer é: Estou carregando um peso no meu time? A outra análise é: Contratei uma pessoa inadequada, por isso ela pesa? Outra questão: Eu deixei o colaborador pesado por falta de treinamento e ferramentas adequadas para realizar o trabalho? Ou: Estou insistindo em manter na minha equipe o peso de um colaborador que não quer mais realizar o trabalho?


Trouxe estas reflexões para dividir com você a fala do grande Business Coach Brian Tracy: Seja lento para contratar e rápido para demitir. Certamente Brian Tracy não faz uma apologia às demissões ou milita pelo aumento do desemprego, ao contrário, ele usa a lente da eficácia dos negócios como elemento propulsor da sociedade em geral.


Entre a lentidão para contratar (critério e estratégia na escolha do colaborador) e a celeridade para demitir (visão de que é preciso eliminar os pesos do time), trazidos pelo Brian Tracy, eu incluo nesta conversa a gestão estratégica dos talentos, a manutenção e desenvolvimento deste talento que foi bem escolhido e que você deve criar oportunidade para que ele floresça e não murche.


Depois de andar até este parágrafo, certamente você, enquanto dono, já concluiu que terá decisões a tomar para aumentar a eficácia do seu negócio:

  • Há pesos a serem eliminados do meu time? Como me planejar para isto?

  • Como contratar daqui para frente? Que ferramentas me auxiliarão nesta missão?

  • Como desenvolver os talentos que estão sob a minha gestão? Que treinamentos e ferramentas devo garantir que eles recebam?

Reflita, decida, coloque suas conclusões em prática e me conte dos seus resultados, combinado?


Te desejo coragem e Sucesso!!!

Raquel Castro

______________________________________________________________________

Sobre a autora:

Raquel é fundadora da RC Coaching & Educação Corporativa, Gestora de RH, Especialista em Gestão de Varejo; Analista Comportamental com certificação internacional, Executive Coach Membro da Sociedade Brasileira de Coaching e Coordenadora de Desenvolvimento Humano no Grupo de Excelência em Franquia do CRA/SP. Esta qualificação é aplicada para dar vida ao seu firme propósito de facilitar o caminho de pessoas e empresas até o sucesso, potencializando talentos.


Entre outras plataformas de desenvolvimento, Raquel é Idealizadora da Mentoria GEF (plataforma de desenvolvimento técnico e comportamental para franqueados), da Mentoria #Virandoojogonovarejo (plataforma de desenvolvimento teórico e prático para gestores do varejo) e da plataforma Liderança IMPAR (Programa de Desenvolvimento para Líderes que associa análise comportamental e técnicas de coaching para desenvolvimento das habilidades de liderança).


Como facilitadora e palestrante, ela acumula mais de 15 anos de experiência, atuando em eventos de Universidade Corporativa e no âmbito acadêmico; conduzindo inúmeros cursos, workshops e palestras. Na fase corporativa, desenvolveu sua carreira nas áreas de Recursos Humanos, Marketing e Operações de Unidades de negócio e Grandes Eventos Internacionais, em multinacional do varejo de alimentos e bebidas.

© 2020 por Grupo Latino Americano de Franquias

  • Instagram - White Circle