6 dicas para encontrar a melhor localização para o seu negócio


A localização de um empreendimento é uma das decisões que mais causa dores a qualquer empreendedor. Principalmente em uma época em que estamos saindo de uma crise econômica. O erro agora em uma realidade com menos crédito e economia mais fragilizada custa muito mais caro. O lado bom é que existe um número crescente de empresários e empreendedores buscando por inteligência de mercado, para saber como proceder nestes primeiros passos. Tenho obtido um movimento 100% maior comparando os dez primeiros meses de 2018 com o mesmo período do ano passado. Acredito que essa busca tem mostrado não só um movimento de retorno da economia, mas também de um maior interesse a respeito de expansão.


Sobre localização existem inúmeros critérios a serem levantados, dependendo de cada tipo de empreendimento e a complexidade de suas demandas. Visto que uma loja em um shopping possui condicionantes completamente distintos de uma loja de rua - mesmo essas possuem diferenças configuracionais - uma pode ser que dependa de tele-entrega para se manter, outra que é venda direcionada ou que tenha 80% de suas vendas oriundas de ocasião. Cada uma necessita de certos critérios e deve ser estudada com calma, o mais estatisticamente e menos emocional possível.


Porém, existem algumas dicas que podem ser aplicadas por qualquer empreendedor a respeito da localização de seu imóvel e que podem ajudar bastante na pré-seleção.


1. Entenda a natureza do seu negócio

Por mais que já tenha um negócio estabelecido, é importante entender: quem é o seu cliente, o que ele compra, o que ele faz, que tipo de produtos ele leva junto ao entrar em sua loja e quais os interesses dele. Criar uma persona pode ser uma boa opção para isto. Entender quem é o seu cliente e saber os seus hábitos de consumo irão lhe ajudar a identificar as localidades mais cômodas numa cidade a estas pessoas. Isso é vital, visto que 80% das compras são planejadas no ponto de venda.


2. Pense mais na localização do que no estado do imóvel

Imagine que tenhas duas escolhas de imóveis: uma loja no térreo de um prédio antigo em uma avenida, mas perto de uma parada de ônibus; e uma casa antiga em uma rua de bairro bem calma. Por mais que a segunda opção seja mais barata para reformas e seja mais bonita e aconchegante, lembre que quem não é visto, não é lembrado. É melhor priorizar a localização do que um imóvel mais bonito. Deixar uma loja bonita e eficiente é possível com um bom projeto arquitetônico, já deixar uma casa melhor localizada em uma cidade, não.


3. Dê preferência para calçadas largas

Calçadas largas são muito boas, não só os clientes se sentem mais confortáveis e seguros, como também são úteis para comunicação por totens e placas efêmeras (que podem ser colocadas e tiradas todos os dias de frente do ponto). Os pedestres se sentem mais motivados a parar e olhar as vitrines, uma vez que não estão atrapalhando ninguém.


4. Tráfego e congestionamentos podem ser algo bom

Ninguém gosta de congestionamento: certamente um ponto comercial em uma rua que sempre congestiona pode ser ruim, correto? Não necessariamente. Pense: se uma via é congestionada, é o caminho mais óbvio para muitas pessoas. Então, um ponto comercial em uma via congestionada significa que sua loja não somente vende os seus produtos, mas também vende a sua marca - automaticamente ela servirá como um outdoor.


5. Valorize a arquitetura de seu pontoComo já mencionado, a sua loja é o seu melhor outdoor.. então cuide da arquitetura dela. Fazer uma fachada atrativa e uma vitrine bem feita pode ser muito vantajoso. Outra coisa é investir na melhor distribuição das mercadorias dentro da loja. Sabia que uma loja bem organizada internamente pode vender até 17% a mais com o mesmo produto? Então não veja a arquitetura como algo somente estético... além de atrair clientes, pode te dar um maior faturamento.


6. Inove

Lembram da preferência por calçadas mais largas? Então, elas também são boas para inovar. Um passeio largo pode propiciar a implantação de parklets (estruturas com cadeiras e floreiras para as pessoas ficarem um tempo, construídas normalmente em vagas de estacionamento) ou de campanhas que contribuam na decoração em frente à sua loja. Atividades que atraem a atenção dos pedestres podem fazê-los reduzir em até 20% sua velocidade e assim, prestando mais atenção em sua loja.


O cliente estar sempre em primeiro lugar também é um fator para localização das lojas. Espero que esses pontos possam lhe ajudar daqui pra frente em seu planejamento estratégico. Mas o ideal é sempre conversar com um especialista no assunto.


Arq. Francisco Maraschim Zancan

Diretor da Space Hunters Brasil, Sócio do Empreendedorismo para Arquitetos e Professor de Visual Merchandising na 4ED

© 2020 por Grupo Latino Americano de Franquias

  • YouTube
  • Instagram - White Circle